Manifestação pede pelo fim da violência contra a mulher e lembra a advogada Lucimara

Data: 08/04/2019 Em: Notícias Voltar a página anterior

OAB por Elas

O projeto OAB por Elas, parceria da OAB-BC com o Poder Judiciário e Polícia Civil do Estado de Santa Catarina, objetiva oferecer o serviço de orientação jurídica, visando atender a grande demanda de pessoas carentes que procuram a DPCAMI - Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente Mulher e Idoso para solucionar casos que não fazem parte da alçada criminal. O primeiro edital de cadastramento foi lançado em 08 de dezembro de 2017 e diversos advogados e advogadas já atuaram no projeto.

 Já foram atendidas mais de 200 pessoas em situação de vulnerabilidade social. A intenção do projeto é que seja feita análise do caso individualmente e dado início aos procedimentos que se fizerem necessários na Justiça, buscando encontrar a solução mais rápida e mais adequada para os problemas que as tenham motivado a visita à Delegacia. A DPCAMI de Balneário Camboriú fica na Avenida Marginal Oeste, esquina com a Rua Apiúna, na Vila Real. 

 

Mulheres e homens de todas as idades se uniram, no último sábado (06), para manifestar-se pelo fim da violência contra a mulher e lembrar a morte da advogada Lucimara Stasiak, vítima de um brutal feminicídio há alguns dias, e de centenas de outras mulheres. Organizado pela OAB-BC, através da Comissão da Mulher Advogada, com o apoio da CAASC-BC, do projeto OAB por Elas e da Prefeitura Municipal de Balneário Camboriú.

>>>>>NOTA DE ESCLARECIMENTO DA OAB SOBRE O CASO <<<<

A partida aconteceu às 16h30, da Rua 2000, onde os participantes se reuniram para o início do ato. Carregando cartazes, balões e rosas brancas, mulheres se manifestaram para falar dos altos números de casos que envolvem violência contra a mulher no âmbito doméstico no nosso país.

A caminhada terminou na Praça Almirante Tamandaré onde foram prestadas as homenagens à advogada Lucimara Stasiak, mulheres relataram suas experiências, e os participantes manifestaram sua indignação com o episódio e trocaram dados e informações sobre a violência contra a Mulher.

A presidente da Comissão da Mulher Advogada, Dra. Carla Backs Mansur, em post nas redes sociais, lembra que o número de casos de feminicídio dobrou no ano de 2019.  "A Organização Mundial de Saúde divulgou que a cada 2 horas uma mulher é morta no Brasil. Precisamos mudar essa história e só através da conscientização da população, com penas mais rígidas aos agressores e com a denúncia das vítimas e daqueles que presenciam uma violência, podemos mudar esse quadro assustador", escreveu.

"Todos juntos, homens e mulheres, vamos abraçar essa causa. Agradeço o apoio da OAB, da CAASC, do Projeto OAB por Elas e de toda a imprensa. JUNTOS PODEMOS MUDAR ESSA TRISTE REALIDADE." Finaliza a publicação da presidente da CMA.

A OAB acompanhou o caso de perto, desde o momento em que se tornou público. A Diretoria e a Delegacia de Balneário Camboriú da CAASC lançaram uma nota conjunta sobre o acontecido.

VEJA MAIS FOTOS AQUI

Galeria de fotos
Deixe seu comentário
Outras postagens
(47) 3366-2060 - E-mail: balneario@oab-sc.org.br
Rua 916 n° 612 - Centro - Balneário Camboriú - SC - CEP 88330-570